Rais partam isto

Textos que não interessam a ninguém escritos por um niilista agnóstico(seja lá isso o que for...)


E que há?

Estou a desenvolver um estudo sociológico cujo principal objectivo é o de criar um teste seguro para avaliar a pureza do macho latino.
Após meses de reflexão elegeu-se para método de análise a forma como os homens seguram os sacos amarelos do Ikea.
O grande óbice à perfeição do estudo partiu da certeza de que o macho latino puro, o que habita as reservas transmontana, beirã, algarvia e alguns sítios da rede matura 2000 junto ás grandes cidades, como Alcântara, Cais do Sodré, etc., não se desloca ao Ikea e se por algum acaso tiver de lá ir não pega em nada e fica no bar, na parte do self-service da imperial.
O estudo direccionou-se, assim, para o macho impuro ou cruzado.Destes, aqueles que são portadores de um maior grau de pureza pegam no saco pela parte de fora da ponta das alças azuis, arrastando o saco pelo chão.
No nível seguinte temos aqueles que, recusando-se igualmente a usar as alças para as pendurar nalguma parte do corpo, as agarram não pela extremidade superior, mas pela inferior – onde o azul se toca com o amarelo – ainda dentro de um estilo "caixa de ferramentas".
Sempre a descer no grau de pureza encontramos os que – resistindo à tentação de pendurar as alças – atiram o saco para trás das costas, pegando na ponta das alças ao nível do ombro.
Depois, entre os machos jovens, abundam os casos daqueles que apesar de já usarem as alças do saco para o colocar a tiracolo, o empurram completamente para as costas, no que denominamos estilo "mochila com uma alça solta".
No fundo da cadeia encontramos os machos que quase não o são. Os que usam o saco pendurado no ombro, completamente caído, fazendo lembrar uma carteira de mulher. Normalmente fazem-se transportar em roupas de marca, muito justas e estão impecavelmente arranjados, da ponta das unhas à dos cabelos.
É o estilo "panelêrage".
Este estudo teve por base uma porradona de observações numa série de dias intermináveis em que os autores foram obrigados pelas suas mulheres a deslocar-se àquele estabelecimento. À luz das conclusões ora apresentadas o grau de pureza rácica dos autores está já bastante esbatido.

14 Comentários inteligentes e algumas alarvidades “E que há?”

  1. # Blogger eu mesma!

    Muito obrigado por me teres aberto os olhos. Nós nunca vemos o que é obvio para os outros. Então não é que o meu marido pertence ao grupo dos machos Latinos!!!! sou mesmo tapadinha!  

  2. # Anonymous Anónimo

    Ora aí está um estudo que atormenta as mentes mais lógicas. Recomendo vivamente este realizado por mim mesmo:

    http://rafeiroperfumado.blogspot.com/2006/05/mala-de-mulher.html

    Um grande RAUF para ti!  

  3. # Blogger Damularussa

    Quais compras quais nada...a próxima deslocação que fizer lá, será para observar atentamente o especime, obviamente não descurando atenção no estilo "panelêrage".

    ( e eu que só ia às compras..ora bolas, ainda bem que há quem faça estes estudos..)  

  4. # Blogger Hélder

    Tu mesma:
    Parabéns pelo achado. Podes transmitir-lhe que se alguma vez decidir violar duas suecas que andem a pedir boleia de mini saia na N. 125 - "em plena coutada de caça do macho latino" - pode estar descansado que o Supremo Tribunal de Justiça o absolve. (Ó pra elas a tentar o macho. Só levaram o que mereciam.)

    Rafeiro:
    Um estudo perturbante sobre um tema que me aflige. Obrigado pela visita e um grande RAUF para ti também.

    Damula:
    Não te esqueças de tornar públicas as tuas conclusões. Podemos depois comparar resultados...  

  5. # Blogger Damularussa

    Conta com isso!.."Apanelerage" se preparem!

    ;)  

  6. # Blogger a_cabra

    Vim numa pressinha agradecer a visita, foi a tal da rapidinha... prometo vir com mais calma ler sobre o macho latino, um tema sempre em voga :-))  

  7. # Blogger Toutinegra Futurista

    Caro amigo. E a quantidade de machos que não saem do armário?... Não têm que sair e são muito úteis em missões undercover mas... têm as suas coisas... Eu não sou homofóbico mas algumas coisas pouco definidas custam-me a compreender. O certo é que um agente não deve ser vulnerável a essas coisas.
    Cumprimentos
    Toutinegra  

  8. # Blogger Manuel Proença

    Meu amigo. Eu e a minha Benedita temos tido o blog parado mas pode lá fazer uma visita porque valerá sempre a pena, vai ver. Nós somos pessoas com nível e não gostamos da vulgaridade, como diz o sr. Cónego Gramíneo Almeyda.
    Cumprimentos reverenciais
    Manuel Proença
    Engenheiro  

  9. # Anonymous Anónimo

    Enquanto lia o teu post pareceu-me estar a ouvir a música da National Geographic. E os machos latinos com os saquinhos andavam em slow motion... Do best ^-^

    beijinhos da Maria

    p.s.: Gostei do novo template. Mas se quiseres algo mais pessoal escolhe um tema e uma imagem que eu faço-te um template. De borla.  

  10. # Blogger eu mesma!

    vim espreitar a ver se havia outro post.... mas não há :-(((  

  11. # Anonymous Anónimo

    quem a pode provar é a própria Pureza.  

  12. # Blogger Hélder

    Maria:
    Essa do está muito giro mas arranja lá uma foto que eu faço-te outro de borla quer na verdade dizer: "Está horrível, por favor arranja uma foto que eu até te faço um template de borla só para não olhar para este", não é?
    Agradeço a oferta do "peixe" mas vou tentar aprender a pescar sozinho. Não é mal agradecimento - não interpretes assim - é maneira de ser: gosto de aprender a fazer tudo sozinho.
    Obrigado princesa.  

  13. # Anonymous Anónimo

    Não está horrível. Só acho que não combina contigo, é muito impessoal, só isso.

    Beijinhos

    *se mudares de ideias já sabes...  

  14. # Blogger Hélder

    Mas eu sou mesmo assim:impessoal.
    :-)
    Beijo  

Enviar um comentário



© 2006 Rais partam isto |