Rais partam isto

Textos que não interessam a ninguém escritos por um niilista agnóstico(seja lá isso o que for...)


Imaginem...




Um país onde existem Tribunais privados pertencentes a escritórios de advogados.

Que nesses Tribunais se pode encomendar sentenças por medida;

Onde os juízes e as partes são sócios em várias sociedades;

Onde - após as sentenças - os bens dos réus são transferidos para essas sociedades e para os juízes em nome pessoal em prejuízo dos demais credores ou dos próprios réus que - muitas vezes - só têm conhecimento das acções quando outros tomam posse dos seus bens;

Onde se encerram estes Tribunais por irregularidades e se consegue de imediato um despacho ministerial para abrir outro, no mesmo local, com as mesmas pessoas;

Onde se furtam bens sob a capa da legalidade de uma sentença que determina a sua transmissão;

Onde estes Tribunais têm protocolos para dirimir os litígios de Bancos e Seguradoras;

Onde estas "fábricas de fraudes" funcionam em instalações públicas.

.....

Agora imaginem que esse país é Portugal...


4 Comentários inteligentes e algumas alarvidades “Imaginem...”

  1. # Blogger jj

    Infelizmente não é preciso imaginar, está aí - é real.

    Incrivelmente conseguiste explicar melhor que eu (aos meus pais) a razão por que fugi ao Direito na altura de candidatar-me à Faculdade.

    Jinhos para deixarem o dia mau no plano da imaginação, apenas.  

  2. # Blogger Nanny

    Patrono!!!

    Mas isto existe?
    Apre! Graças a Deus não fui para Direito! Já tinha dado em maluca (se é que ainda não dei...)

    Beijoca da gata
    PS - O GNR acalmou um pouco, hihi  

  3. # Blogger Orquidea

    Ia no terceiro parágrafo e já estava a imaginar qual era o País... Que chatice, só não ganho no Euro Milhões :)  

  4. # Blogger Maria

    Parece uma história do John Grisham: Advogados, tribunais, seguradoras, tudo uma cambada de corruptos. Assustador...  

Enviar um comentário



© 2006 Rais partam isto |